Sinceramente, eu tinha muito medo desse mal; era a única doença que me assustava, mas como sou cristão pensava estar imune a ela. Foi quando começaram a surgir notícias de pastores e líderes religiosos cometendo suicídio em consequência da depressão. Então descobri que nós, cristãos, podemos sim ter depressão, pois estamos diariamente absorvendo e tentando resolver os problemas dos outros, gerando uma carga muitas vezes maior do que podemos carregar. Mas temos exemplos na Bíblia de pessoas que possivelmente enfrentaram grande depressão e, com a ajuda divina, foram vitoriosas.

Rt 1.20-21 – Noemi, sogra de Rute: tamanha era a sua dor que chegou a pedir para que mudassem seu nome para Mara, que significa “amarga”. Após perder seu marido e seus dois filhos ela ficou só, pois como não haviam gerado filhos, suas noras não tinham a obrigação de ajudá-la a se manter. Mas Deus operou em sua vida por meio de Rute, curando seu luto e restaurando sua alegria em uma nova família.

1Rs 19.3-4 – Profeta Elias: em oração a Deus, chegou a pedir para morrer, tamanho era seu medo de Jezabel naquele momento, ou seja, podemos concluir que Elias passava por uma grande depressão. Mas Deus cuidou dele e o fortaleceu, mostrando que ele não estava sozinho e lhe proporcionando um novo companheiro em seu ministério: Eliseu.

Jr 20.18 – A vida de Jeremias certamente foi extremamente solitária: ele não podia se casar, não podia frequentar as festas e só profetizava desgraças sobre o povo, sendo assim maltratado e por várias vezes sofrido atentados contra sua vida, chegando ao ponto de desejar nunca ter nascido. Mas Deus sempre cuidou dele e o fortaleceu, dando-lhe coragem para que permanecesse na obra do Senhor e livrando-o do castigo que fora destinado ao povo pecador.

E o que dizer de Paulo? Passou grande parte de seu ministério apostólico escrevendo cartas da prisão, e se não bastasse esse sofrimento, ainda se debatia com as dores do “espinho na carne”. Mas veja o que ele diz em 2Co 4.8-14: mesmo em meio a tantas dores, perseguições e sofrimentos, mantinha sua fé em Cristo e na ressurreição. Deus o fortalecia sempre lhe enviando amigos na fé com notícias que lhe mostravam o fruto do seu árduo trabalho.

O próprio Jesus nos alertou que passaríamos por aflições (Jo 16.33), ou seja, não estamos imunes à tristeza, a dores, angústias e a tudo que pode nos levar a uma depressão. Mas em Cristo temos a solução: Ele é nosso consolador, capaz de restaurar nossa alegria e vontade de viver (Is 61.1-3), e tudo começa por uma renovação de nossa mente (Rm 12.2). Por vezes, haverá sintomas que necessitarão de cuidados profissionais; neste caso, não tenha receio de procurar ajuda. Deus lhe guiará para mãos que serão usadas para lhe trazer alívio e cura.

Jacson Peno
Aluno do 1º ano

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Share This
× Nos chame no Whatsapp